Notícias

Criança é atacada por cachorro dentro de condomínio em Ceilândia, no DF

Uma criança de 10 anos foi atacada por um cachorro dentro de um condomínio em Ceilândia, no Distrito Federal. O caso aconteceu na QNN 27, no último sábado (23) e o menino levou mais de 20 pontos nos ferimentos.

Segundo a mãe da criança, Uigma Madureira, o ataque aconteceu dentro de uma área reservada para cães. A criança estava brincando com o cachorro de um amigo quando a moradora entrou no espaço com mais três cães, um deles da raça bull terrier.

Segundo testemunhas, ela soltou os animais da coleira e o bull terrier atacou o menino. A vítima contou que ainda tentou correr e pular a grade, mas foi derrubado.

Logo em seguida, o cão agarrou a perna do garoto e começou a morder. Depois, avançou no pescoço da criança.

De acordo com os moradores, as regras do condomínio exigem que os cães fiquem de coleira e junto aos donos, mesmo na área reservada para eles.

“Não sabia que no condomínio estava tendo cachorro de porte grande, que era o tipo que atacou ele, disse a mãe do menino.”

Responsabilidade do condomínio e da dona do animal

Além de fazer exames e levar 20 pontos nos ferimentos, a criança também está tomando antibióticos. Ele contraiu uma infecção.

A mãe do menino disse que a dona dos cachorros não ofereceu ajuda com exames e nem com remédios.

Segundo a advogada Ildecer Amorim, a família pode pedir, na Justiça, o ressarcimento dos gastos com o tratamento. Ela explica ainda que o condomínio tem o dever de vigiar a área reservada aos cães e a dona dos cachorros deve vigiar os animais.

A TV Globo tentou falar com a mulher, mas não foi atendida. Até o momento da publicação desta reportagem, o síndico do condomínio também não quis falar sobre o caso.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Topo